Clipping Internacional (15/10 – 21/10)

Neste clipping, reunimos as principais notícias internacionais da semana: China consagra Xi Jinping em meio a crise e incertezas; EUA tentam lidar com alta de moradores de rua e esvaziamento dos centros; ONU pede investigação após cena de 92 migrantes nus na fronteira de Turquia com Grécia; Rússia puxa para baixo índice global de liberdade na internet; Putin declara lei marcial em áreas anexadas e alerta máximo na Rússia; a pedido de Castillo, OEA vai enviar missão ao Peru para analisar crise política; Steve Bannon é condenado a quatro meses de prisão por desacato ao Congresso; e mais.

Sábado, 15 de outubro de 2022

China consagra Xi Jinping em meio a crise e incertezas/Folha (15.10)

“Xi Jinping, 69, começa sua jornada definitiva aos livros de história neste domingo (16), quando o Partido Comunista Chinês abre seu 20º Congresso para entronizá-lo por um inédito terceiro mandato como líder da segunda maior economia do mundo.”

EUA propõem que ONU envie missão para conter violência desenfreada no Haiti/O Globo (15.10)

“Os Estados Unidos vão apresentar uma resolução ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para o envio imediato de uma força militar de ação rápida ao Haiti, país que enfrenta uma crise de segurança generalizada. A informação foi divulgada pela imprensa americana, que teve acesso a um rascunho do texto.”

Incêndio em prisão do Irã mata 4 e agrava preocupação com presos políticos/Folha (15.10)

“Um incêndio na prisão de Evin, uma das mais importantes do Irã, neste sábado (15) deixou ao menos quatro presos mortos e 61 feridos, segundo Teerã. No local estão detidos, entre outros, ativistas considerados inimigos pelo regime teocrático que governa o país.”

Domingo, 16 de outubro de 2022

“Embora na superfície tudo aponte para um movimento de continuidade na segunda maior economia do mundo, há motivos de sobra para ficar atento ao 20° Congresso do Partido Comunista da China, que começou hoje (ontem à noite no Brasil). Realizado a cada cinco anos, o principal evento do calendário político chinês tem a missão de escolher os membros dos órgãos centrais do partido e definir as próximas metas do país em temas com impacto global, como economia e política externa. Já no radar imediato do chinês comum, o que mais interessa é saber se haverá mudanças na política de Covid zero.”

EUA tentam lidar com alta de moradores de rua e esvaziamento dos centros/Folha (16.10)

“Ron Dudley, 47, teve um choque no começo da pandemia. Da noite para o dia, tudo se fechou e ninguém mais aparecia para falar com ele ou comprar o jornal que ele vende nas ruas de Washington. “As pessoas não queriam chegar perto. Tinham medo de se contaminar.””

Segunda-Feira, 17 de outubro de 2022

EUA pedem prisão de 6 meses para ex-assessor de Trump Steve Bannon/UOL (17.10)

“O Departamento de Justiça dos Estados Unidos pediu nesta segunda-feira a um juiz federal que sentencie o ex-assessor do ex-presidente Donald Trump Steve Bannon a seis meses de prisão, dizendo que ele buscou um “estratégia provocativa de má fé e desacato” contra o comitê do Congresso que investiga o ataque ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021.”

“Faltando menos de um mês para as eleições legislativas nos EUA, os republicanos aparecem em vantagem, ainda que estreita, na briga pelo controle do Congresso, à medida que a inflação e a economia se tornam as principais preocupações dos eleitores, segundo pesquisa do Siena College encomendada pelo New York Times.”

ONU pede investigação após cena de 92 migrantes nus na fronteira de Turquia com Grécia/Folha (17.10)

“A ONU pediu nesta segunda-feira (17) uma investigação urgente sobre a descoberta de 92 refugiados nus na fronteira da Grécia com a Turquia, dizendo-se “profundamente angustiada” pelas imagens do grupo.”

Conservador Ulf Kristersson é eleito primeiro-ministro da Suécia com apoio da extrema direita/O Globo (17.10)

“O líder conservador Ulf Kristersson foi eleito, nesta segunda-feira, primeiro-ministro da Suécia por maioria absoluta parlamentar, em uma votação em que pela primeira vez houve apoio da extrema direita, marcando uma nova era política no país nórdico. Kristersson foi eleito por 176 votos a favor e 173 contra, depois de ter anunciado na sexta-feira um acordo para um governo de coalizão composto pela sua formação, os Moderados, com os Democratas Cristãos e os Liberais, apoiados no Parlamento pelos ultradireitistas Democratas da Suécia (SD).”

Terça-Feira, 18 de outubro de 2022

“O governo trabalhista da Austrália reverteu nesta terça-feira uma decisão de 2018 da gestão antecessora, do Partido Conservador, pela qual o país passou a reconhecer Jerusalém Ocidental como a capital de Israel. Elogiada por palestinos e criticada por israelenses, Camberra regressa ao consenso internacional, “comprometendo-se novamente” com os “esforços internacionais” em direção a uma solução de dois Estados “justa e duradoura”.”

Rússia destruiu 30% das usinas de energia da Ucrânia, diz Zelensky/CNN (18.10)

“Desde 10 de outubro, 30% das usinas de energia da Ucrânia foram destruídas, de acordo com o presidente do país, Volodymyr Zelensky.”

“Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas em toda a França nesta terça-feira em resposta a uma convocação de greve geral por aumentos salariais que compensem a inflação recorde. Mas a iniciativa não conseguiu paralisar o país, como queriam os sindicatos. A adesão no setor educacional, por exemplo, foi bastante baixa e, em cidades como Paris, o metrô funcionou normalmente.”

Rússia puxa para baixo índice global de liberdade na internet/Folha (18.10)

“A liberdade global na internet retrocedeu pelo 12º ano consecutivo, com a situação na Rússia puxando a média do índice para baixo, afirma um estudo divulgado nesta terça-feira (18) pelo grupo americano Freedom House.”

Quarta-Feira, 19 de outubro de 2022

Novo chefe de Hong Kong cumpre promessa de obedecer à China ao anunciar propostas/Folha (19.10)

“Nomeado em maio, o novo chefe do Executivo de Hong Kong, John Lee, afirmou que sua gestão priorizará o aumento da competitividade e a atração de talentos estrangeiros em um momento em que a ilha perde a importância para rivais asiáticos como Singapura. Só a palavra “talento” foi usada quase 60 vezes pelo líder em discurso de quase três horas nesta quarta (19).”

“Com o relacionamento bilateral atravessando um mau momento, os governos de Alemanha e França decidiram nesta quarta-feira adiar para o ano que vem uma reunião conjunta de seus Gabinetes. A decisão reflete as dificuldades que as duas maiores economias da União Europeia (UE) têm para se manter unidas em meio à crise energética desencadeada pela guerra na Ucrânia e seus impactos econômicos.”

Putin declara lei marcial em áreas anexadas e alerta máximo na Rússia/Folha (19.10)

“Oito meses após invadir a Ucrânia, a Rússia vê a guerra que iniciou chegar de vez a seu território. O país todo, inclusive a capital, Moscou, foi colocado sob algum grau de alerta. Oito regiões vizinhas ao país atacado estão em um modo de mobilização civil e as quatro áreas recém-anexadas da Ucrânia, sob lei marcial.”

“O presidente da França, Emmanuel Macron, recorreu a um decreto para destravar o Orçamento de 2023, efetivamente driblando a Assembleia Nacional. O recurso simboliza as dificuldades que o chefe do Eliseu e seu governo minoritário enfrentam para implementar sua agenda neste segundo mandato.”

Quinta-Feira, 20 de outubro de 2022

“A polícia argentina prendeu nesta quinta-feira três militantes de extrema direita que ameaçaram matar a vice-presidente Cristina Kirchner. Membros do grupo conhecido como Revolução Federal, os três são acusados de organizar manifestações violentas que contaram com a participação de um dos acusados da tentativa de assassinato da líder peronista no início de setembro.”

Liz Truss renuncia como primeira-ministra do Reino Unido/CNN (20.10)

“A primeira-ministra britânica, Liz Truss, anunciou, nesta quinta-feira (20), a sua renúncia à posição de líder do Partido Conservador. O mandato da sucessora de Boris Johnson foi marcado pela crise econômica enfrentada pelo Reino Unido. Truss teve o mandato mais curto de um primeiro-ministro na história do país, exercendo o cargo por seis semanas.”

Plantação de coca bate recorde na Colômbia e eleva desafio do governo Petro/Folha (20.10)

“A Colômbia bateu o recorde de área plantada de folha de coca, matéria-prima para a produção de cocaína, no ano de 2021, segundo dados divulgados pela ONU nesta quinta-feira (20). Foram 204 mil hectares, ante 143 mil no ano anterior —aumento de 43%.”

A pedido de Castillo, OEA vai enviar missão ao Peru para analisar crise política/O Globo (20.10)

“A Organização dos Estados Americanos (OEA) decidiu nesta quinta-feira enviar “um grupo de alto nível” ao Peru depois que o presidente de esquerda Pedro Castillo, investigado por corrupção, pediu ajuda para superar a crise política.”

Sexta-Feira, 21 de outubro de 2022

Donald Trump é intimado a depor até 14 de novembro em comitê da Câmara dos EUA/Folha (21.10)

“O Comitê da Câmara dos Estados Unidos que investiga a invasão do Capitólio por apoiadores de Donald Trump em 6 de janeiro de 2021 anunciou nesta sexta-feira (21) que emitiu a intimação convocado o ex-presidente a depor até o dia 14 de novembro.”

Giorgia Meloni vai comandar novo governo italiano de direita/CNN (21.10)

“Giorgia Meloni concordou em formar o próximo governo da Itália, disse uma autoridade presidencial nesta sexta-feira, abrindo caminho para que ela se torne a primeira mulher premiê do país.”

UE anuncia mesada bilionária para Ucrânia em 2023/Folha (21.10)

“A União Europeia dará a Kiev € 1,5 bilhão por mês em 2023, para ajudar o governo a manter a Ucrânia enquanto o Exército do país luta contra as tropas russas, disse a chefe do executivo do bloco nesta sexta-feira (21).”

Steve Bannon é condenado a quatro meses de prisão por desacato ao Congresso/O Globo (21.10)

“Steve Bannon, um dos principais estrategistas políticos do ex-presidente Donald Trump, foi condenado a quatro meses de prisão por desacato ao Congresso. Com a sentença ele se torna a primeira pessoa a ser detida pelo crime. A acusação, da qual o republicano foi considerado culpado em julho, refere-se à sua recusa em cooperar com a comissão que investiga a invasão do Capitólio por apoiadores de Trump, no dia 6 de janeiro de 2021.”

Autor: Heloísa Cristina Ribeiro

Heloísa Cristina Ribeiro é bacharel em Ciências e Humanidades e Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Federal do ABC. Foi membro do Grupo de Estudos do Sul Global (GESG/UFABC), do comitê Gestor de Direitos Humanos da UFABC e atuou como Diretora de Assuntos LGBT do Diretório Central dos Estudantes na mesma instituição. Atualmente integra o time de Estudos e Pesquisas da Fundação Podemos.

Esse conteúdo não representa, necessariamente, a opinião da Fundação Podemos.