Destaques da Semana (10/09 – 16/09)

Neste clipping, reunimos as principais notícias nacionais da semana: Boulos é ameaçado com arma durante panfletagem; Investigações revelam conexões entre atiradores desportivos e quadrilhas do ‘novo cangaço’; Rosa Weber toma posse como presidente do STF, defende a democracia e repudia discurso de ódio e intolerância; TSE cede a militares e aprova biometria em teste de urnas no dia da eleição; Ministro do TSE suspende propagandas com falas associadas a Michelle Bolsonaro; Rosa Weber decide seguir relatora de ações sensíveis a Bolsonaro no STF; e mais.

Sábado, 10 de setembro de 2022

Prouni perde 60% da verba para assistência estudantil; bolsa-auxílio está congelada há 10 anos/G1 (10.09)

“Uma coxinha é o que o estudante de medicina Cesar Carvalho, de 22 anos, come ao longo das 12 horas do estágio no hospital, durante o período de internato. Não por falta de tempo para uma refeição mais equilibrada, mas porque “é o que dá para pagar”.”

Boulos é ameaçado com arma durante panfletagem/Folha (10.09)

“O líder sem-teto e candidato a deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP) foi ameaçado por um homem armado na tarde de sexta-feira (9) durante uma agenda em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.”

Domingo, 11 de setembro de 2022

Investigações revelam conexões entre atiradores desportivos e quadrilhas do ‘novo cangaço’/O Globo (11.09)

“Passava das 10h quando quatro criminosos disfarçados de policiais civis saltaram de uma falsa viatura no estacionamento do supermercado Nacional, em Guaíba, Região Metropolitana de Porto Alegre (RS). Era 29 de dezembro do ano passado e, naquele momento, uma empresa de transporte de valores abastecia os caixas eletrônicos do estabelecimento com uma quantia milionária. Com fuzis e pistolas, os homens entraram no estabelecimento, reuniram os vigilantes, os desarmaram e anunciaram o assalto. Mais de R$ 4 milhões foram roubados. Duas semanas depois, a polícia apreendeu uma das armas usadas, abandonada pelo bando na fuga: um fuzil calibre 7,62 comprado legalmente por um atirador desportivo.”

Sem reajuste há 5 anos, merenda vira bolacha e suco em cidades pobres/UOL (11.09)

“Na fila da merenda de sexta-feira na escola Francisca Mendes Guimarães, em Nova Fátima, no sertão baiano, alunos aguardam sua vez para escolher entre as bolachas doces e salgadas em uma bacia e pegar um copo de suco de maracujá. É essa a merenda servida aos estudantes às 10h. Para alguns, a primeira refeição do dia.”

Ministro dá nova decisão contra uso de imagens do 7 de Setembro por Bolsonaro/CNN (11.09)

“O ministro Benedito Gonçalves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deu uma nova decisão, neste domingo (11), pela retirada do ar de propagandas do presidente Jair Bolsonaro (PL) que usem imagens gravadas durante os atos de 7 de Setembro.”

Forças Armadas farão apuração paralela em tempo real com 385 urnas/Folha (11.09)

“Dentro da proposta de fiscalizar o processo eleitoral, técnicos das Forças Armadas decidiram investir em um projeto para conferir em tempo real a totalização dos votos feita pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).”

“O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) negou nesta segunda-feira (12) que tenha feito acordo com as Forças Armadas para facilitar o envio de dados compilados públicos sobre a totalização de votos das eleições de outubro.”

Ipec: Lula passa de 44% para 46%, e Bolsonaro se mantém com 31%/G1 (12.09)

“Pesquisa Ipec divulgada nesta segunda-feira (12), encomendada pela Globo, mostra o ex-presidente Lula (PT) com 46% das intenções de voto e o presidente Jair Bolsonaro (PL) com 31% na eleição para a Presidência da República em 2022.”

Ao apoiar Lula, Marina defende estado laico e fala em “ameaça das ameaças”/UOL (12.09)

“A ex-ministra e candidata a deputada federal por São Paulo Marina Silva (Rede) justificou hoje o apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), fechado ontem, alegando que o Brasil enfrenta uma ameaça à democracia. Sem citar diretamente o presidente Jair Bolsonaro (PL), ela se referiu a ele como “a ameaça das ameaças”.”

Rosa Weber toma posse como presidente do STF, defende a democracia e repudia discurso de ódio e intolerância/G1 (12.09)

“A ministra Rosa Weber tomou posse nesta segunda-feira (12) como a nova presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). No discurso de posse, ela defendeu a democracia, o Estado de Direito, e repudiou a intolerância e o discurso de ódio.”

Terça-Feira, 13 de setembro de 2022

Ministério refaz cartilha sobre aborto e minimiza riscos de gravidez na adolescência/Folha (13.09)

“O Ministério da Saúde revisou a cartilha que afirmava que “todo aborto é crime”, porém minimizou os riscos da gravidez na adolescência na nova versão do texto.”

TSE cede a militares e aprova biometria em teste de urnas no dia da eleição/UOL (13.09)

“O plenário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) acatou uma das principais sugestões das Forças Armadas e adotará um projeto-piloto para o chamado teste de integridade das urnas, uma das etapas de auditoria realizada no dia das eleições. A proposta usará de 32 a 64 urnas dos 640 equipamentos já passariam pelo teste normalmente e serão acionadas usando a biometria de eleitores reais, algo que não é feito atualmente.”

Quatorze pessoas doaram mais de R$ 1 milhão para candidatos/Nexo Jornal (13.09)

“Entre os 14 que doaram mais de R$ 1 milhão para candidatos em 2022, apenas dois cederam recursos para um único candidato. Oscar Cervi (produtor rural) para Jair Bolsonaro, e Heitor Linden para Roberto Argenta, candidato a governador do Rio Grande do Sul pelo PSC. Linden e Argenta são sócios na mesma empresa de calçados.”

YouTube privilegia vídeos pró-Bolsonaro em recomendações a usuários, diz estudo/Folha (13.09)

“O algoritmo do YouTube privilegia a Jovem Pan e vídeos a favor do presidente Jair Bolsonaro (PL) em suas recomendações, indica estudo do NetLab, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).”

Bolsonaro corta de fralda geriátrica a remédio contra hipertensão e asma na Farmácia Popular/Estadão (13.09)

“Tesourada de 60% no programa vai restringir o acesso da população a 13 tipos diferentes de princípios ativos de remédios em troca de mais verba para o orçamento secreto; veja lista”

Quarta-Feira, 14 de setembro de 2022

TSE mantém decisões que barraram Michelle em propaganda de Bolsonaro/UOL (14.09)

“O plenário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) validou por unanimidade (7 votos a 0) duas decisões proferidas pelo ministro Paulo de Tarso Sanseverino que suspenderam propaganda eleitoral da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) em que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, aparecia em 100% do tempo. A decisão foi proferida em julgamento no plenário virtual concluído ontem (13).”

Genial/Quaest: Lula tem 42%; Bolsonaro, 34%. Diferença entre eles cai/Metrópoles (14.09)

“Dados divulgados pelo Instituto Quaest, em pesquisa encomendada pela Genial Investimentos, nesta quarta-feira (14/9), apontam que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 42% das intenções de voto para a Presidência da República no primeiro turno. Jair Bolsonaro (PL) aparece com 34%. A diferença entre os dois candidatos caiu de 10 para 8 pontos.”

MP-SP abre investigação contra deputado Douglas Garcia por ofensas contra jornalista Vera Magalhães/G1 (14.09)

“O procurador-geral da Justiça de São Paulo, Mario Luiz Sarrubbo, instaurou uma investigação no âmbito criminal, nesta quarta-feira (14), contra o deputado bolsonarista Douglas Garcia (Republicanos) que ofendeu e intimidou a jornalista Vera Magalhães após o debate entre candidatos ao governo de São Paulo, realizado por TV Cultura, Folha e UOL na noite da terça-feira (13).”

Campanhas de Tarcísio e Bolsonaro tentam conter dano eleitoral de ataque após debate/Folha (14.09)

“O ataque do deputado Douglas Garcia (Republicanos) à jornalista Vera Magalhães após debate com candidatos ao Governo de São Paulo levou aliados de Tarcísio de Freitas (Republicanos) e de Jair Bolsonaro (PL) a atuarem para conter danos devido ao temor de efeitos eleitorais adversos.”

Três em cada dez famílias enfrentam insegurança alimentar moderada ou grave/G1 (14.09)

“Três em cada dez famílias brasileiras tiveram dificuldades para comprar alimentos e tiveram que reduzir a quantidade de algum item – sofrendo insegurança alimentar moderada ou grave. É o que mostra um estudo da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (PENSSAN), divulgado nesta quarta-feira (14).”

Autor: Heloísa Cristina Ribeiro

Heloísa Cristina Ribeiro é bacharel em Ciências e Humanidades e Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Federal do ABC. Foi membro do Grupo de Estudos do Sul Global (GESG/UFABC), do comitê Gestor de Direitos Humanos da UFABC e atuou como Diretora de Assuntos LGBT do Diretório Central dos Estudantes na mesma instituição. Atualmente integra o time de Estudos e Pesquisas da Fundação Podemos.

Esse conteúdo não representa, necessariamente, a opinião da Fundação Podemos.