Clipping Internacional (03/09 – 09/09)

Reunimos, neste clipping, as principais notícias internacionais da semana: Mulheres lideram movimento ‘Ela, não’ na Itália contra eleição de Giorgia Meloni; Chile rejeita nova Constituição em plebiscito; Castillo nega acusações de obstruir Justiça após prestar depoimento ao MP peruano; Putin exibe aliança com a China para o Ocidente em exercício militar; FBI encontrou informações nucleares de governo estrangeiro na residência de Trump; Steve Bannon se entrega em Nova York; Rainha Elizabeth II, a monarca britânica mais longeva da história, morre aos 96 anos; Em seu primeiro discurso como rei, Charles III diz que vai se inspirar na mãe e declara amor ao filho rebelde Harry; e mais.

Sábado, 3 de setembro de 2022

Mulheres lideram movimento ‘Ela, não’ na Itália contra eleição de Giorgia Meloni/Folha (03.09)

“”Seu programa me dá medo”, disse a cantora Elodie. “Há muita diferença entre liderança feminina e liderança feminista”, repetiu a também cantora Levante, parafraseando a líder da centro-esquerda Elly Schlein. “É nossa hora de agir”, tuitou Chiara Ferragni, mais famosa influencer do país.”

Energia e Ucrânia marcam últimos atos de Boris Johnson no poder no Reino Unido/Folha (03.09)

“Pode parecer estranho para brasileiros que o primeiro-ministro Boris Johnson ainda esteja no cargo após ter renunciado há quase dois meses. Mas assim são as coisas no Reino Unido. Nesta segunda (5), o novo, ou, mais provavelmente, a nova primeira-ministra será anunciada, após eleições indiretas entre os cerca de 160 mil filiados do Partido Conservador.”

Domingo, 4 de setembro de 2022

Chile rejeita nova Constituição em plebiscito/G1 (04.09)

“Os chilenos votaram em plebiscito neste domingo (4) e rejeitaram, por ampla margem (62% a 32%), a proposta de nova Constituição (assista ao vídeo acima). Com isso, continua válida a Carta em vigor desde a época da ditadura de Augusto Pinochet (1915-2006), que durou de 1973 a 1980.”

Chile já negocia próximos passos se nova Constituição for rejeitada/O Globo (04.09)

“No mesmo dia em que foi eleito presidente o socialista Salvador Allende, há exatos 52 anos, os chilenos irão às urnas para decidir se aprovam ou rejeitam o projeto de reforma constitucional que pretende enterrar a herdada da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990). O resultado de um plebiscito no qual será obrigatório votar — num país no qual o voto é facultativo — definirá, também, o futuro imediato do governo de Gabriel Boric, desgastado por falta de resultados e refém de disputas políticas dentro e fora da coalizão governista.”

Segunda-Feira, 5 de setembro de 2022

Namorada de brasileiro que atacou Kirchner é presa, diz jornal/Poder360 (05.09)

“A Polícia Federal da Argentina prendeu no domingo (4.set.2022) a namorada de Fernando Sabag Montiel, acusado de tentar atirar na vice-presidente argentina Cristina Kirchner na última 5ª feira (2.set). A informação é do jornal Clarín, citando a Polícia Federal como fonte.”

Cinco pontos que explicam a rejeição dos chilenos à nova Constituição/O Globo (05.09)

“Com o resultado do plebiscito de domingo sobre a mesa, o Chile começa a tentar entender as razões do eleitorado para rejeitar por ampla maioria a proposta de uma nova Constituição, sobre a qual a Convenção Constitucional trabalhou por um ano.”

Castillo nega acusações de obstruir Justiça após prestar depoimento ao MP peruano/O Globo (05.09)

“O presidente do Peru, Pedro Castillo, compareceu nesta segunda-feira à sede do Ministério Público, em Lima, para responder à acusação de obstruir a Justiça, que investiga uma suposta rede de tráfico de influências, que funcionaria dentro do palácio do governo. Após duas horas e meia, no entanto, o presidente peruano recorreu ao seu direito de permanecer em silêncio e não respondeu às perguntas. Ao deixar o MP, Castillo falou a apoiadores e negou qualquer envolvimento em casos de corrupção.”

Liz Truss é eleita nova primeira-ministra britânica com país à beira da recessão/UOL (05.09)

“A ministra britânica das Relações Exteriores, Liz Truss, foi eleita pelo Partido Conservador para se tornar a primeira-ministra do Reino Unido. Ela vai suceder o atual premiê, Boris Johnson, e terá o desafio de equilibrar as contas do país, que atravessa uma grave crise econômica.”

Terça-Feira, 6 de setembro de 2022

Gabriel Boric faz reforma ministerial depois de rejeição à nova Constituição/G1 (06.09)

“O presidente do Chile, Gabriel Boric, anunciou uma reforma ministerial nesta terça-feira (6), dias após os eleitores do país terem rejeitado em um plebiscito o texto de uma nova Constituição para o país.”

Peru derruba presidente do Congresso por áudio vazado em novo episódio de crise/Folha (06.09)

“O Congresso do Peru destituiu nesta segunda-feira (5) sua presidente, a direitista Lady Camones, após a divulgação de áudios em que o chefe de seu partido pede para que ela priorize uma lei que favoreça sua campanha para governador.”

Petro lança projeto de pacificação do principal porto colombiano no Pacífico/O Globo (06.09)

“O presidente da Colômbia, Gustavo Petro, lançou seu projeto de paz em Buenaventura, principal porto do país na costa do Pacífico e cenário de uma sangrenta batalha entre duas gangues criminosas, Shottas e Espartanos, que lutam há meses pelo controle do narcotráfico para o exterior e do mercado interno ilegal no porto de cerca de 400 mil habitantes.”

Putin exibe aliança com a China para o Ocidente em exercício militar/Folha (06.09)

“Com os efeitos econômicos e políticos da Guerra da Ucrânia se multiplicando, o presidente russo, Vladimir Putin, fez uma coreografada demonstração de união com a sua principal aliada, a China de Xi Jinping.”

Quarta-Feira, 7 de setembro de 2022

Justiça da Argentina formaliza acusações contra suspeitos de tentarem matar Cristina Kirchner/O Globo (07.09)

“A Justiça da Argentina acusou formalmente o brasileiro Fernando Sabag Montiel e sua namorada, Brenda Uliarte, pela tentativa de assassinato da vice-presidente Cristina Kirchner, no dia 1º de setembro, e por terem atuado “de forma planejada e de comum acordo”.”

FBI encontrou informações nucleares de governo estrangeiro na residência de Trump/O Globo (07.09)

“Um dos documentos ultrassecretos que foram apreendidos pelo FBI na residência do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, descrevia as capacidades nucleares e a defesa militar de uma potência estrangeira, informou o Washington Post, na terça-feira.”

Nova premiê britânica anuncia gabinete diversificado e conservador/G1 (07.09)

“A nova primeira-ministra britânica, Liz Truss divulgou nesta terça-feira (06) os membros de seu gabinete, com várias mudanças em relação ao governo de seu antecessor, Boris Johnson. Ao menos oito secretários deixaram o governo ou foram substituídos.”

Quinta-Feira, 8 de setembro de 2022

Steve Bannon se entrega em Nova York/G1 (08.09)

“Steve Bannon, ex-assessor do ex-presidente Donald Trump, se entregou às autoridades de Nova York na manhã desta quinta-feira (8). Bannon está sendo indiciado por lavagem de dinheiro, conspiração e esquema de fraude.”

Cem anos depois, o culto a Mussolini se perpetua na Itália e assombra as eleições/O Globo (08.09)

“Cem anos depois da chegada do líder fascista ao poder, o culto a Benito Mussolini se mantém intacto entre o povo de Predappio, onde nasceu e foi enterrado. Seu túmulo, localizado na cripta da capela da sua família, atrai dezenas de milhares de visitantes todos os anos.”

Volker Türk é o novo alto comissário para Direitos Humanos da ONU/Folha (08.09)

“A Assembleia-Geral da ONU aprovou o austríaco Volker Türk, 57, como o próximo alto comissário para Direitos Humanos da organização. Ele é funcionário das Nações Unidas há 30 anos e, até então, trabalhava no escritório do secretário-geral António Guterres –de quem recebeu a indicação para o novo cargo.”

Premier britânica congela contas de gás e luz dois dias após assumir/O Globo (08.09)

“A nova primeira-ministra britânica, Liz Truss, anunciou nesta quinta-feira um pacote de medidas para enfrentar a crise energética provocada pelo aumento dos combustíveis com a guerra na Ucrânia. O pacote inclui o congelamento dos preços das contas de gás e de luz por dois anos para as famílias, o fim de uma moratória sobre o fraturamento hidráulico para a exploração de gás e petróleo e a revisão das metas do Reino Unido para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa.”

Rainha Elizabeth II, a monarca britânica mais longeva da história, morre aos 96 anos/G1 (08.09)

“Mais longeva monarca britânica da história, que passou 70 anos no trono, atravessou crises e guerras e virou ícone pop, a Rainha Elizabeth II morreu nesta quinta-feira (8), aos 96 anos, no castelo de Balmoral, na Escócia. O anúncio foi feito pelos canais oficiais da família real (veja mais no vídeo acima).”

Sexta-Feira, 9 de setembro de 2022

Em seu primeiro discurso como rei, Charles III diz que vai se inspirar na mãe e declara amor ao filho rebelde Harry/O Globo (09.09)

“Em seu primeiro discurso como rei, Charles III prometeu nesta sexta-feira se inspirar em sua “querida mãe”, Elizabeth II, transferiu ao filho mais velho e agora primeiro na linha de sucessão, William, os títulos de príncipe de Gales e duque da Cornualha, e declarou seu amor ao filho rebelde, o príncipe Harry, que em 2020 se afastou de títulos e deveres da realeza e se mudou para os Estados Unidos com a mulher, Meghan.”

Da China à escravidão, rainha deixa lista de pedidos de desculpa que não vieram/O Globo (09.09)

“Ao deixar a vida para entrar na História como a monarca britânica com mais tempo no trono, a rainha Elizabeth II deixa um legado de união em seu país e um sabor de frustração entre os que esperaram dela um pedido de desculpas por atrocidades cometidas pelo Reino Unido em outros continentes — algumas patrocinadas pela monarquia. Não faltou tempo para que se retratasse pelos abusos da era colonial, e embora em certos casos ela tenha lamentado o que ocorreu no passado, pedidos oficiais de desculpas foram raros.”

Parlamentares dos EUA ampliam ofensiva e alertam Biden sobre ameaças de Bolsonaro/Folha (09.09)

“Em uma das ações mais incisivas até aqui de parlamentares americanos contra manifestações golpistas do presidente Jair Bolsonaro (PL), deputados e senadores entregaram nesta sexta-feira (9) uma carta a Joe Biden em que alertam para o risco de golpe na eleição presidencial de outubro e acusam o brasileiro de ameaçar as instituições democráticas.”

Autor: Heloísa Cristina Ribeiro

Heloísa Cristina Ribeiro é bacharel em Ciências e Humanidades e Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Federal do ABC. Foi membro do Grupo de Estudos do Sul Global (GESG/UFABC), do comitê Gestor de Direitos Humanos da UFABC e atuou como Diretora de Assuntos LGBT do Diretório Central dos Estudantes na mesma instituição. Atualmente integra o time de Estudos e Pesquisas da Fundação Podemos.

Esse conteúdo não representa, necessariamente, a opinião da Fundação Podemos.